31/10 - Consórcio

O saque do FGTS pode ser usado para Consórcio?

A autorização para trabalhadores realizarem o saque do FGTS e do PIS/PASEP tem sido um dos assuntos mais comentados nos últimos meses e vai injetar bilhões de reais na economia. Principalmente agora que o governo federal antecipou todos os saques do FGTS ainda para 2019 – os do PIS/PASEP terminam nos primeiros meses de 2020.

Pesquisas apontam que algumas pessoas vão usar os recursos para quitar dívidas, mas que outras tantas ainda estão em busca da melhor forma de utilização desse capital. Preparamos, então, quatro dicas para ajudar os consorciados a utilizarem esse recurso no consórcio.

A previsão do governo federal é que o saque do FGTS e do PIS/PASEP injetem R$ 42 bilhões na economia até o meio de 2020. Em virtude do valor liberado para o FGTS, esses recursos têm maior potencial para contribuir com os consorciados que possuem cotas nos segmentos de eletroeletrônicos e outros bens móveis duráveis e serviços, em virtude dos tíquetes médios serem menores. Entretanto, caso o participante deseje, as dicas relacionados abaixo podem ser consideradas em todos os segmentos.

 Oferte lances

Ainda está aguardando contemplação? Nesse caso, uma boa destinação para seu saque do FGTS e do PIS/PASEP é ofertar lances. Você pode oferecer o valor integral ou até complementar sua reserva financeira para ofertar um lance maior. Caso seu lance seja vencedor, o valor ofertado será abatido do saldo devedor, dependendo das regras estabelecidas em contrato.

 Antecipe prestações

Com o valor obtido, você pode também amortizar seu saldo devedor. Existem três possibilidades, dependendo do que consta em contrato. São elas: ordem direta (valor antecipado, quitando as prestações vincendas mais próximas), ordem inversa (quitando as prestações vincendas a contar da última), ou diluído nas parcelas (diminuindo o valor de todas as próximas parcelas mensais).

Complete o valor do crédito

Não é possível fazer alteração contratual para mudar o valor da carta de crédito após contemplação. Entretanto, se tiver mudado seus planos e pretender adquirir um bem de valor maior, você pode utilizar o saque do FGTS ou do seu PIS/PASEP para completar a sua carta de crédito e dar aquela incrementada no seu sonho.

 Regularize sua situação

Caso o consorciado esteja em situação de inadimplência, a sugestão é aproveitar o valor sacado para fazer a regularização. Quitando as prestações em atraso, você volta a participar dos sorteios e garante sua contemplação, caso sua cota seja sorteada.

 

 E o seu valor total de FGTS, também pode ser usado no consórcio?

A resposta para essa pergunta é SIM! Independente da política governamental de permitir o atual saque do FGTS, os recursos do fundo podem ser utilizados no consórcio. Isso pode ser feito desde que você possua uma cota do consórcio imobiliário. Neste segmento, existem quatro possibilidades para utilização do saldo: oferta de lance, complementação da carta de crédito, pagamento de parte das prestações e liquidação de saldo devedor total ou parcial. As regras para utilização do FGTS constam no Manual da Moradia Própria, disponibilizada pela Caixa.

  

Ainda ficou com dúvidas?

Entre em contato conosco que nossos consultores poderão tirar todas as suas dúvidas e te ajudar, de forma personalizada, a encontrar o melhor caminho para você. 

Fale Conosco

    0800-644-8282
    Atendimento de Segunda a Sexta
    das 8 às 19hs. Sábado das 8 às 12hs
    (Horário de Brasília)
    E-mail: consorciogazin@gazin.com.br
    Ouvidoria: 0800-644-9292
    consorcio.ouvidoria@gazin.com.br
SIGA-NOS
Afiliada a Associação Brasileira das Administradoras de Consórcio
©2019 Consórcio Nacional Gazin - Uma empresa do Grupo Gazin - Todos os direitos reservados.